domingo, 31 de julho de 2016

O look da conquista!





Todo mundo sabe do poder de um look bom na hora de conquistar, né? Homens são criaturas visuais e, antes de serem arrebatados por charme inteligência graça personalidade e bom humor, eles precisam se render ao nosso visual. 
E tá muito enganada quem pensa que com roupa justa, roupa curta, perna de fora e decotes a batalha tá ganha - especialmente se todos esses elementos aparecem juntos, no mesmo look. 
Porque excesso transmite mensagem de ‘desespero’ e não de segurança e auto-estima em alta. Sacou?!??




Insinuar é muito mais eficiente do que mostrar de vez. É como se um atraisse uma paquerinha e ou outro atraisse casamento!
 Então, lingerie que seduz é a lingerie que aperfeiçoa as formas, deixa sem marquinhas ou pneuzinhos, valoriza o que a gente tem de melhor - e não a que aparece por baixo de alças ou sob transparências exageradas. 
Outro mito da paquera (quando a gente trata de guarda-roupa!) é usar tudo justo, colado no corpo.
 Roupa que gruda na pele deixa qualquer relevo (gorduriiiiiiiinhas) à vista e mostram a barriga estufadinha de quem tá sentada.
 O tecido tem que acompanhar a silhueta, mas sem marcar: tem que parecer confortável e mais - tecido solto no corpo dá impressão de “sobra de espaço” e faz a gente parecer mais magrinha!




Na hora da conquista (rááá!) nada é mais válido do que ser bem feminina, tanto quanto possível. 
Tudo que existe no guarda-roupa das meninas, e que não pode ser usado por meninos, conta como vantagem: cintura marcada, vestidos, saias com pernocas de fora, meias-calças, decotes assimétricos… 
Tudo com parcimônia, e um de cada vez: se tem decote, melhor usar saia com comprimento perto dos joelhos; se a parte de cima tá mais fechada, mini-saias são uma ótima escolha.
 Pezinhos descobertos também são privilégio feminino, então sandálias delicadas são top-opção pra um encontro bom desses!


Toque de mestre: decotes em V apontam pra onde os peitinhos se encontram no decote - especialmente se o pingente do colar também aponta pra esse caminho.
 Fileiras de botões (de camisas ajustadas ou vestidos chemise, por exemplo) podem fazer parecer que a qualquer momento um pedacinho de pele pode ficar à mostra, entre um botão e outro. Materiais sedosos, tipo jérsei, veludo e seda, despertam vontade de tocar, de sentir a superfície.
 Sério, insinuar é muuuuuito mais eficiente do que mostrar de vez.
 Não é?!??



Por outro lado, é bom evitar jeans e materiais super duros, peças masculinas (ou com cara de masculinas), botas e sapatos pesados, looks infantis ou lúdicos demais, peças super extravagantes ou acessórios que dêem medo no gatinho. 
Cabelo e make em dia, bem cuidados e preparados com carinho, são cereja do bolo.
 E “bom amor” pra todo mundo. 



Nenhum comentário:

Postar um comentário