quinta-feira, 11 de setembro de 2014

Casa Ninho

Viver como se estivesse em um grande ninho é o grande partido deste projeto, construído ao pé de uma montanha, quase sem vizinhos, em uma floresta, na cidade de Onomichi, no Japão. Criada pelo escritório japonês UID Architects, a Casa Ninho foi pensada para uma família composta pela mãe, duas filhas e um gato, reservando similaridades com um ninho de verdade.




Inicialmente, a existência de apenas mulheres na família fez com que os profissionais buscassem uma forma de integrar os ambientes. Assim, a casa ganhou mais interação e ficou interligada através dos cômodos. Com isso, o projeto providencia um laço natural entre o meio-ambiente local e a arquitetura da residência.




O projeto recebeu estruturas diferentes em suas paredes e pavimentos, a fim de se parecerem ainda mais com um grande ninho. Possui amplas aberturas em suas divisões e teto, bem como entre o chão e o primeiro andar, promovendo uma intensa sensação de segurança e contato com o natural. Este é outro ponto que remete aos ninhos de animais.




A entrada da casa fica localizada no pavimento inferior, e os visitantes têm de passar próximo a um vão destinado ao jardim, planejado para crescer livremente até o limite da casa. No centro da construção, as plantas são convidadas a permanecerem conectadas em todos os andares, por meio do espaço vazio existente.




Nos vários níveis da construção, é possível notar mais uma semelhança com ninhos quando os arquitetos utilizam de materiais como pedras e folhas secas para delimitarem os pavimentos. Um dos grandes trunfos do projeto é que ele consegue assimilar sua concepção original – de aproximar os integrantes da família à natureza – a uma ideia ainda mais abrangente. Os arquitetos conseguiram fazer com que a construção usufrua de ampla luz natural, proporcionada pela arrojada estrutura, e da temperatura da floresta.




Projeto: UID Architects
Localização: Onomichi, Hiroshima, Japão
Design: Keisuke Maeda
Tamanho do terreno: 362 m²
Área: 81.22 m²
Ano: 2010
Fotos: Hiroshi Ueda

COMENTÁRIOS

Seja o primeiro a comentar!

Nenhum comentário:

Postar um comentário