terça-feira, 18 de dezembro de 2012

Carta para o Papai Noel!

Li este texto e adorei, parece que eu escrevi!

Ano que vem quero menos.Eu disse menos.
Quero menos mesmo que eu procure mais



Não quero o mesmo, mereço mais.
Ó, tá vendo? Já tava sabotando.

A gente acha que merece mais ,procuramos mais, esperamos mais e os outros também esperam mais da gente.Mais do mesmo.

O meu pedido é mais do menos!

Menos correria, menos desculpas, menos truque, menos apego,menos desse mundo cruel e feroz que a gente deixa entrar e tomar nossa vida de assalto , menos salto alto.



À vezes nos esquecemos de andar descalços e com menos pressa.
Queria mais amor para o mundo e menos desespero por ele.

Vou deixar as coisas mais no seu lugar  e deixar o tamanho delas real me guiar.
Vou tentar falar menos, pedir menos, sofrer menos e me lembrar disso mais.


Ainda quero morrer de amor mil vezes mais,e saber que ,até no amor,
o menos é mais.Vou deixar lá para trás o que ficou e procurar viver melhor o que a vida me deu,
ou eu mesmo fui lá e peguei.



Menos pompa, menos vazio e menos cheio, menos trabalho e mais recreio,
Menos objetos de desejo e melhor degustação dos seus sabores, e os da vida.
Mais poesia para o mundo, flores para as nossas mulheres e menos cobrança nas relações.
Menos do grave e mais do leve.


Van Gogh já dizia ( com menos palavras,mas mesmo assim um oceano de significantes):"Ache belo tudo que puder,
A maioria das pessoas não acha belo o suficiente". 
   
                                                       Rodrigo Penna
                                                     Revista Joyce Pascowitch

Nenhum comentário:

Postar um comentário